Angela Gomes
 
 
 

quinta-feira, novembro 30, 2006

CI e CPF

Pegando carona na postagem da Ellen sobre identidade e passado. Voltar ao passado pode ser um processo de reflexão, de resgate e de questionamento. A busca de uma "identidade" somente por meio do passado, sem confronto e articulação com o presente (e o futuro ?!), pode resultar em recortes estáticos, inquestionáveis e paralisantes ... Vale lembrar uma frase da Adélia Borges sobre identidade do design brasileiro: identidade é ponto de partida e não ponto de chegada.
Imagem: bagaço de cana, fibra de bananeira, casca de laranja, algodão, escama de peixe ... artesanato do Espírito Santo.


leia mais...

quarta-feira, novembro 29, 2006

BR262



leia mais...

CMD - Argentina

Buenos Aires é considerada Cidade do Design pela Unesco. É um centro criativo com políticas e projetos que utilizam o design para promover o desenvolvimento social, urbano e econômico.
O Centro Metropolitano de Design, criado somente há seis anos, é um projeto que deu certo ... inclusive na arquitetura pensada a partir de conceitos de sustentabilidade construtiva .

http://www.cmd.gov.ar/home/

leia mais...

Ladrão que rouba ladrão...

Eu não costumo plagiar. Quando muito, roubo. Existe uma diferença. Plagiar é um ato de preguiça. Roubar é um ato de amor: uma forma genuína de tirarmos a outro o que desejamos intensamente como nosso. Para acrescentar algo mais. Não é bonito roubar a namorada do amigo. Mas pior é viver sem ela: consumido pela angústia funda e profunda de que amputamos uma vida, às vezes duas, quando seria possível acrescentar uma terceira. Valerá a pena?http://www1.folha.uol.com.br/folha/pensata/ult2707u51.shtml

leia mais...

segunda-feira, novembro 27, 2006

Continuando a Seção Presunto...

Holofotes para todas as direções...
Os jornais da semana passada anunciaram...
"Doca Street volta a Búzios 30 anos depois de ter assassinado Ângela Diniz no balneário. Aos 71 anos ele vai lançar um livro sobre o crime." LANÇAR UM LIVRO SOBRE O CRIME.
"Da zona de prostituição carioca para as galerias de moda mais famosas de Paris, a Daspu (qualquer semelhança com a Daslu?) se prepara para lançar a sua linha de exportação. A grife da Ong Davida, que reúne prostitutas do Rio, acerta os últimos ponteiros para colocar na rua sua coleção de lingerie. Serão 5 looks completos, com calcinha, sutiã, liga, hobby e corpete."
Tá tudo dominado!!!!

leia mais...

domingo, novembro 26, 2006

estilo

No sábado, no jornal A Gazeta, encontrei um caderno dedicado ao mercado de arte "para todos os bolsos e com possibilidade de valorização". Ainda no sábado, na Folha de SP, li outro artigo sobre o mesmo assunto. Um jornalista considerou a Mostra Paralela 2006 “mais um showroom de 12 galerias paulistanas do que propriamente uma exposição”. A curadora da referida exposição recebeu um espaço para réplica em que afirma que "seria pura ingenuidade supormos que nas bienais e nas grandes mostras que acontecem mundo afora não ocorrem vendas, negociações e não existem interesses vinculados ao marketing”. Comenta ainda que a profissionalização da arte contemporânea por um sistema “marchand-crítico e institucional fortalecido" é uma das formas de assegurar o “crescimento da arte" em “bases dignas para os artistas”. Por outro lado, ela cita uma frase de Mario Pedrosa como exemplo de crítica radical:
“As leis do mercado capitalista não perdoam. A arte, uma vez que assume valor de câmbio, torna-se mercadoria como qualquer presunto”.
Enquanto a discussão permanecer dissociada do conteúdo, das duas, uma, ou você escolhe Sadia ou então, Perdigão. A arte, assim como a arquitetura, já faleceu ...

leia mais...

sábado, novembro 25, 2006



A onda

a onda anda
aonde anda
a onda?
a onda ainda
ainda onda
ainda anda
aonde?
aonde?
a onda a onda
Manoel Bandeira


imagem: http://www.tendancefloue.net/




leia mais...

Latas e etc


Adultos, adolescentes, idosos e ... crianças (!) trabalhando na venda de alimentos, de bebidas e na coleta de latas.
Desde 2001 o Brasil mantém a "liderança" na reciclagem de latas de alumínio no mundo. São aproximadamente 9,4 bilhões de latas ao ano ou 26 milhões de latas recicladas diariamente. (fonte: Abralatas).

Os dados indicam que somos super consumidores de refrigerantes, de sucos e de cerveja, não necessariamente nessa ordem, mas preferimos ignorar a existência de uma rede de pessoas que vive da coleta e da reciclagem de lixo, alimentando uma parte desses números. Diante de tantos problemas sociais já estamos anestesiados?! ... É mais confortável!? Afinal de contas, ainda existem os pedintes da época de natal ...

leia mais...

sexta-feira, novembro 24, 2006

Muntadas


Antoni Muntadas está em São Paulo para a exibição do vídeo “On Translation: Fear/Miedo", feito em 2005 para o projeto inSite_05, em que artistas de diversas nacionalidades são convidados a intervir na fronteira entre México e EUA, espaço para reflexão sobre as formas do medo e da sensação de perda de controle ...
http://www.insite05.org/

leia mais...

Porque a identidade está no passado?

A conservação patrimonial se tornou uma obsessão, é inquestionável. Prevalece o princípio da reflexividade, diz Henri-Pierre Jeudy, princípio por excelência da gestão urbana, baseado na idéia de que uma sociedade tem melhores condições de gestão quando se vê refletida em seu próprio espelho. Assim, “a transparência do que é transmissível anula a possibilidade de imaginar o que poderia até ser ocultado da memória", e continua...“Nos Centros históricos, os bairros restaurados e as fachadas rebocadas com suas velhas insígnias evocam a cidade perdida, uma cidade mítica da qual não mais encontraremos, olhando ao acaso, os poucos vestígios ainda escondidos, pois foram todos recuperados. A limpeza dos monumentos, desses edifícios urbanos que representam a história da cidade e sua inscrição no tempo, não faz senão consagrar o poder da uniformização patrimonial.”
Tempo de criação de identidades. Paradoxo contido na época pós-moderna, frágil castelo de areia. Auto-questionamento, auto-refazer, talvez seja essa a vantagem e aí esteja contida a esperança.
Talvez identidades necessitem ser refeitas, passada a época de algumas ditaduras, guerras, dominação de massas. Para Michael Hard e Antonio Negri a luta da multidão contra a sujeição de pertencer à uma nação, à uma identidade, é inteiramente positiva e as celebrações atuais do local podem ser regressivas e até facistas quando se opõem à circulação e à mistura.
Não se trata aqui de simples lamento às identidades perdidas. Lágrimas por revitalizações, recuperações... Por que a cultura pomerana do passado é tão importante e a vegetação exótica, coitada, porque veio de fora e se adaptou tão bem ao Brasil, é massacrada? (ok estou sendo irônica – fácil arrumar um paralelo para a situação). Por que no passado é a glória e no presente uma lástima?
O passado foi sacralizado.
Sinto, meu caros, não existem receitas de bolos. Questionamento de generalidades é o que precisamos. Não é qualquer identidade (seja isso o que for) que deve ser preservada ou qualquer Centro Histórico que deve ser “revitalizado".
O que nos falta é resistência ao presente, diriam em coro Deleuze e Guattari.

leia mais...

Equilíbrio


A adrenalina é a substância da ação, um estimulante natural: hormônio e neurotransmissor. Acaí é uma fruta com amplo efeito energético, enquanto a ocitocina é um hormônio ligado aos assuntos reprodutivos. " ... uma substância cujas funções pró-sociais incluem a formação de laços afetivos" Suzana Houzel, neurocientista
Equilíbrio, criatividade, capacidade de inovação e marketing?!
Açaí, Cirque du Soleil e Pilobolus (imagem) estão no Brasil ...
http://www.sambazon.com/

http://www.amazonlink.org/biopirataria/acai.htm
http://www.cirquedusoleil.com/
http://www.pilobolus.com/

leia mais...

Beleza Ideal...

Mulheres brancas, de cabelos esticados, presos, curtos...olhares perdidos... Corpos "Esquálidos, assexuados, infantilizados (as mulheres fotografadas não têm pelos pubianos nem qualquer vestígio de penugem nas pernas ou nos braços) . Beecroft interroga o corpo como lugar do desejo. Não há rubores, vermelhidões, sofreguidão, ansiedade nas imagens das mulheres que fotografa. Há uma espécie de palidez comum, serial."
Instalação de 2003... Em tempos de anorexias...
"Não é absurdo supor que a exterminação do homem comece pela exterminação de seus germes. Porque, tal como é, como seus humores, paixões, riso, sexo, secreções, o homem não passa de um germezinho sujo, vírus irracional que perturba o universo da transparência. Quando ele tiver sido expurgado, quando tudo tiver sido expurgado e se tenha conseguido exterminar toda a contaminação social e bacilar, só restará então o vírus da tristeza, num universo de limpeza e sofisticação mortais." Jean Baudrillard

leia mais...

O valor das coisas

"Para quem trata de coisas artísticas, estas têm um valor intrínseco, que o especialista reconhece a partir de certos sinais, como a pureza de um diamante, mas cuja essência não procura saber, nem sustenta ser impossível sabê-la. Para quem lida com o valor, a coisa é apenas a oportunidade de produzí-lo, a prova da sua existência, o meio pelo qual se comunica." Argan.

leia mais...

quarta-feira, novembro 22, 2006



A cidade se define pelos seus contrastes; quer sempre explodir, não suporta estéreis regras... uma cidade inesquecível é um acervo imenso de imagens. Win Wenders
http://www.wim-wenders.com/
imagem acervodaus

leia mais...

Parada negra

IBGE divulga estudo especial da Pesquisa Mensal de Emprego sobre Cor ou Raça.
População declaradamente preta e parda tem menos escolaridade e um rendimento médio equivalente à metade do recebido pela população branca, na média das seis regiões metropolitanas (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife e Porto Alegre)investigadas pela Pesquisa Mensal de Emprego do IBGE. Notícias, 17/11/2006 http://www.ibge.gov.br/

leia mais...

terça-feira, novembro 21, 2006

Cidade dormitório?

Vitória -Vila Velha/ES ... a cena é diária, entre 18:00 e 19:30 hs. A quantidade de automóveis (com uma ou duas pessoas) é visivelmente superior as opções de transporte coletivo (ônibus sempre lotados).

leia mais...

segunda-feira, novembro 20, 2006


leia mais...

domingo, novembro 19, 2006

Volver

Tres generaciones de mujeres sobreviven al viento solano, al fuego, a la locura, a la superstición e incluso a la muerte a base de bondad, mentiras y una vitalidad sin límites..." Volver" no es una comedia surrealista, aunque en ocasiones lo parezca. Vivos y muertos conviven sin estridencias, provocando situaciones hilarantes o de una emoción intensa y genuina. Es una película sobre la cultura de la muerte en mi Mancha natal. Mis paisanos la viven con una naturalidad admirable. El modo en que los muertos continúan presentes en sus vidas, la riqueza y humanidad de sus ritos hace que los muertos no mueran nunca. “Volver” destruye los tópicos de la España negra y propone una España tan real como opuesta. Una España blanca, espontánea, divertida, intrépida, solidaria y justa. Pedro Almodovar

leia mais...

Barbie & Susi

Veja, Isto é e Época abordam o mesmo assunto nas manchetes: moda e anorexia. Será que o alarme tocou? De um lado a mídia incentiva a comilança de porcarias que engordam muito (e levam a obesidade) e de outro há um culto extremo à magreza. O que impressiona é que essa coisa vem sendo construída (e reconstruída) há anos, inclusive no universo infantil das barbies, magérrimas, e susis... Resta saber se o assunto em pauta abrirá espaço (antes do natal?) para discussões sobre outros transtornos relacionados a sociedade e ao consumo ...

leia mais...

um milhão

1.000.000,00. Acredite: você pode chegar lá. O sonho é possível a partir de uma aplicação de R$ 82,00(...) quem tem 18 anos, por exemplo, poderá ter seu primeiro milhão aos 60 anos ...(A Gazeta, de hoje) Francamente, sei que Domingo é dia das manchetes inúteis... mas pegaram pesado. Parece a fábula de La Fontaine, A Cigarra e a Formiga, imaginar que aos 18 anos alguém estaria preocupado em guardar dinheiro para a velhice. Sequer conseguimos planejar o próximo mês. Enquanto isso, em outro jornal, encontro o seguinte:
Doações revelam conflito de interesses. Prestação de contas mostra relação entre financiamento de campanhas eleitorais e atuação no Congresso. (Folha de São Paulo)
Sem comparações entre conteúdo (ou apologia à Folha), registro que entre 279 deputados federais reeleitos 36 relataram projetos de lei e integraram CPIs ligadas a temas de interesse das empresas doadoras. Os números incluem deputados dos principais partidos, e o que é pior: eles assumem a prática e dizem que não vêem conflito ético... os caras já garantiram a terceira idade.
Planejamento? Vivemos mais e o país envelheceu. Aliás, não existe política pública de apoio à terceira idade. E agora? Já passei dos + de 18 anos, resta saber se devo ou não depositar os 82 reais mensais ...

leia mais...

+ Reflexo


O Shopping Vitória reflete a Assembléia Legislativa...

leia mais...

sábado, novembro 18, 2006



leia mais...

sexta-feira, novembro 17, 2006



leia mais...

quinta-feira, novembro 16, 2006

psicologia

Terminou ontem o Seminário Brasileiro de Psicologia e Informática (é sério, existe!foi promovido pelo Núcleo de pesquisa da Psicologia em Informática-Puc/SP). O objetivo era “mergulhar na internet e descobrir o resultado do cruzamento da rede mundial com a imprevisibilidade do comportamento humano”. Alguns assuntos abordados foram: "dupla personalidade, "dependência", "intolerância", controle, jogos, ciúme,etc.

http://www.pol.org.br/psicoinfo/

leia mais...

(in)segurança

As ruas do centro de São Paulo são vigiadas por câmeras instaladas há três meses por meio de um projeto feito em parceria com a iniciativa privada para combate à criminalidade. Agora a guarda civil metropolitana quer ampliar a cobertura para outros corredores de tráfego e bairros. A contradição fica por conta do uso atual “80 a 90% dos alertas referem-se a atendimentos sociais” – moradores de rua, pedestres que passam mal, árvores caídas, etc.
O restante fica por conta dos flagrantes de roubo, consumo e tráfico de drogas,etc ... A discussão sobre o controle e a ausência de privacidade, comum em outros países,é abafada pela sensação geral de insegurança. Segundo a ABESE, em quatro anos o total de câmeras instaladas em espaços internos em SP saltou de 150 mil para 700 mil. Tanta tecnologia esconde outra pergunta: quem fará o monitoramento, ou seja, o controle do controle de tantas imagens capturadas?

leia mais...

O Anjo de Estuque


Amarga
nas mãos enluvadas
a luz artificial
o Norte
mas um grito único, a infância
parece garganta nua
o Oriente
a sede e
a satisfação da sede
o calor inteiro
a aberração das forças
o meio-dia do verão –
mesmo vazia a cena conserva
uma saída possível –
no entanto interna é
a falível
sem pensar, e o vento
doce, rente às paredes,
a si mesmo – elasticidade
como por um vidro escuro
desafinado
ou trôpego
o Ocidente
brinquem gritem
nossas unhas são tão grandes
que os quatro cantos do céu
grudam nelas como terra
cavada – e
nem chão nem céu, mas quis
o sol de fora
não só os gestos são
calculados, as próprias mãos
têm ciúmes
uma da outra.
Poema e Foto - Jean Baudrillard
do livro O Anjo de Estuque

leia mais...

terça-feira, novembro 14, 2006

Proteção do clima

Climate Change Performance Index 2007
"A comparison of the 56 top CO2 emitting nations"

Rankings são sempre questionáveis, mas vale ver de perto. Trata-se de uma pesquisa com 56 países feito por ong alemã.
http://www.germanwatch.org/welcome.htm

leia mais...

FNDC&T

Arrocho fiscal retira R$ 3,9 bi da área de ciência e tecnologia, ou seja, do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, que reúne 15 fundos setoriais.

Neste ano, 39% das verbas para fundos setoriais devem ser desviadas para pagar dívidas públicas. Em quase oito anos, mais da metade da arrecadação dos fundos setoriais de C&T foi bloqueada por conta da dívida pública.
O FNDCT foi criado pelo decreto-lei 719 de 31 de julho de 1969 e restabelecido pela lei 8.172 de 18 de janeiro de 1991, para “dar apoio financeiro aos programas e projetos prioritários de desenvolvimento científico e tecnológico nacionais”. Todos os recursos dos fundos setoriais, única fonte de dinheiro estável para ciência e tecnologia prevista em lei hoje no País, estão alocados dentro do FNDCT, cabendo a FINEP a gestão executiva.
FolhaSP, etc 14/11/2006

leia mais...

conexão terra-mar

Sabemos a orientação do vento pela posição da proa dos navios. Estamos diante do vento sul. Chove e muito! O vento sul é o nosso inverno e, às vezes, pode trazer algumas ondas ... vivemos a "terceira onda" de desenvolvimento?

Saga é o nome do navio que se desloca em direção ao porto de Vitória. O Porto de Vitória, juntamente com as demais instalações de Regência, Barra do Riacho, Praia Mole, Tubarão e Ubu, constitui o Complexo Portuário do Espírito Santo. O porto completou 100 anos. Novo? ou nova é a discussão sobre a convivência entre portos e cidades no contexto da globalização? Infraestrutura, novos terminais, diversificação de produtos, requalificação de áreas centrais, investimentos públicos e privados, expansão urbana, preservação ambiental, turismo ...

Um pulso de onda é uma perturbação que se propaga através de um meio. Uma onda pode ser mecânica se ela se propaga em um meio material (como o som, ou a onda em uma corda), ou não (como a luz, que é uma onda eletromagnética) e que se propaga no vácuo) (...).
Uma onda é uma perturbaçãoque se propaga em um meio. Essa perturbação está associada a uma energia local. Se o deslocamento dos átomos ou moléculas for perpendicular à direção em que a onda está viajando, a onda é chamada de onda transversa. Se o deslocamento for paralelo à direção do movimento da onda, ela é chamada de onda longitudinal ou de compressão.(...)
Ondas trasnversas só podem ocorrer em sólido, enquanto que ondas longitudinais em sólidos, líquidos e gases.(...)
A onda não carrega apenas energia cinética. Quando os átomos ou as moléculas se deslocam da posição de equilíbrio eles estão sob a atuação de forças restauradoras (a tensão, no caso da corda) que estão associadas à energias potenciais. Logo, a onda também carrega energia potencial.

Carlos Bertulani, ensino de Física à distância

http://www2.uol.com.br/fluir/boletim_ondas/index.shtml


leia mais...

segunda-feira, novembro 13, 2006

13º Vitória Cine Vídeo

13º Vitória Cine Vídeo
X Mostra Competitiva Nacional

http://www.vitoriacinevideo.com.br

leia mais...

Pluricidade

www.vitoria.es.gov.br/secretarias/cidadania/pluricidade/
Aproveitando o assunto, tenho em mãos "Um defeito de cor" de Ana Maria Gonçalves
http://www.digestivocultural.com/colunistas/coluna.asp?codigo=2099

leia mais...

domingo, novembro 12, 2006

Domínio Público

Website Domínio Público corre o risco de sair do ar

Trata-se de uma biblioteca virtual mantida pelo Ministério da Educação, e corre o risco de ser desativado por desuso.
No site pode-se ter acessoas a obras completas que já são de domínio público, incluindo livros, músicas e imagens. Você pode baixar gratuitamente obras de Maquiavel, Dante, Machado de Assis e outros clássicos.
Para evitar que o site saia do ar, acesse. http://www.dominiopublico.gov.br/

leia mais...

sexta-feira, novembro 10, 2006

Itaúnas

www.iema.es.gov.br/default.asp?pagina=3892%20




guia4rodas.abril.com.br/destinos/index.php?destino=3585

leia mais...

quinta-feira, novembro 09, 2006

reciclagem


Do remix à reciclagem. São paulo gera 15 mil toneladas de lixo por dia (lixo.com)

Somente 3,5% disso vai para reciclagem. O que fazer com o lixo, da origem ao destino final? Quem irá resolver essa questão? o poder público? eu? você? as ongs e oscips? as empresas? tudo isso ao mesmo tempo? Reciclagem é a fase final do ciclo de vida de um produto. E o consumo excessivo? Hiperconsumo. (in)sustentável?!Esse cenário se aplica a maioria das cidades brasileiras.
foto: Praia da Costa - depósito de lixo feito pelos próprios moradores da região, apesar de existir coleta domiciliar. Neste terreno, aos poucos, foi se consolidando um local para depositar qualquer coisa extra que o morador queira jogar fora sem ter nenhum trabalho (e custo). A prefeitura já foi limpou a área várias vezes e, a cada entrada de maquinário, a área desmatada é ampliada.


http://www.lixoecidadaniapr.org.br/
http://www.cempre.org.br/
http://www.lixo.com.br/






leia mais...

Sociedade do Espetáculo

"Lá onde o mundo real se converte em simples imagens, as simples imagens tornam-se seres reais e motivações eficientes de um comportamento hipnótico. O espetáculo, como tendência para fazer ver por diferentes mediações especializadas o mundo que já não é diretamente apreensível, encontra normalmente na visão o sentido humano privilegiado que noutras épocas foi o tato; o sentido mais abstrato, e o mais mistificável, corresponde à abstração generalizada da sociedade atual. Mas o espetáculo não é identificável ao simples olhar, mesmo combinado com o ouvido. Ele é o que escapa à atividade dos homens, à reconsideração e à correção da sua obra. É o contrário do diálogo. Em toda a parte onde há representação independente, o espetáculo reconstitui-se."

Guy Debord foi um dos membros mais importantes da Internacional Situacionista, definiu a Sociedade do Espetáculo, conceito esticado ao máximo à sociedade atual. Um de seus filmes "A Sociedade do Espetáculo" pode ser baixado no Emule, e com legendas em português, é só digitar - LA SOCIETE DU SPECTACLE (Guy Debord).avi, e aí da pra baixar uma série de textos escritos por Debord ...

"In the spectacle one part of the world represents itself to the world, and is superior to it. The spectacle is merely the common language of this separation."

leia mais...

quarta-feira, novembro 08, 2006

ConexãoVix














Promove o Seminário Internacional Metapolarição e Novas Territorialidades, de 27 Nov a 01 Dez 2006 – Vitória -ES.

"Trata-se de evento direcionado à produção e reconfiguração dos territórios, sob efeito dos impactos provocados pelas novas instalações e infra-estruturas resultantes dos novos arranjos produtivos vinculados aos processos de globalização. Estes processos em última instância promovem a aceleração dos fluxos de informações, bens e mercadorias no espaço e a própria resignificação das relações entre as empresas, o estado, as pessoas e os lugares.

O Seminário proposto pretende se constituir em um espaço de debates e reflexões, capaz de permitir a interação entre dirigentes públicos e empresariais, técnicos, estudantes e pesquisadores acadêmicos sobre a temática da gestão e planejamento do território, contando para tanto com a contribuição de especialistas no assunto, convidados para o evento".
Informações : conexão.vix@gmail.com 55 27 3335 7808

O ConexãoVix é um grupo de pesquisa que existe desde 2003 e está ligado ao curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Espírito Santo. Participei ativamente do grupo durante um bom período, de forma voluntária. As reuniões eram boas pela diversidade de pessoas reunidas. Alternavam momentos de pura euforia e, às vezes, de puro marasmo, não necessariamente nessa ordem. A metodologia e os objetivos do trabalho eram reconstruídas e questionados a cada reunião ... Na realidade os assuntos abordados e a escala eram relativamente novos e sem fórmulas prontas. Acredito que uma parte das dificuldades técnicas em focar o assunto passava por aí ...
Vamos lá!



leia mais...

terça-feira, novembro 07, 2006

a casa

A casa é um corpo de imagens que dão ao homem razões ou ilusões de estabilidade.
Gaston Bachelard

leia mais...

segunda-feira, novembro 06, 2006

Planeta Google não tem favela...

O barato é passear pelo Google earth, comparar cidades, muito densas, muito verdes, muito retas, muito curvas... passeando pelo Paraná, já estive em Curitiba devo dizer, anos atrás, e só. Esse país de que não sabemos nada, fiquei passeando...nordeste...norte... reclamam que só o Sudeste está nos jornais, esse país de países.
Então uma cidade... parecia Ebenezer Howard...e era: uma cidade jardim, Maringá....um amigo que já esteve lá me garante: qualidade de vida nota 10, ganhou qualquer coisa de melhor... aqueles índices de IDH. Me disse que ali não tem favelas, tudo devidamente ordenado,saneado, urbanizado.
Mas é assim... a pergunta: no Brasil? Não, não tem favela ele me diz. Não tem pobre? Não, não é bem assim... não resisto em checar no Google, a droga é que tem tudo lá.. pra que tanta informação??? Enlouqueceremos...

Então vá lá ... a cidade foi fundada em 1947...elevada à categoria de município em 1951, planejamento baseado nas Cidades-Jardins do moço já citado ali em cima.

E então a coisa das favelas:
“Maringá é uma das poucas cidades médias do país sem favelas, entretanto, os 19 loteamentos clandestinos e os sem número de condomínios murados revelam a outra face desta imagem. O Programa de Erradicação de Favelas custou R$50 milhões, uma média de R$ 2,5 milhões ao ano. Os investimentos foram feitos por 22 anos, contando com ajuda até da Igreja Católica. A Prefeitura do município age continuamente para evitar ações de posseiros e construções não autorizadas. Uma das estratégias pelas quais a cidade ficou conhecida é a exportaçao de andarilhos e mendigos. O serviço de assistência social vasculha a área central por pedintes, faz a triagem, identifica a origem e adquire passagens de ônibus que os conduz à cidade de origem.”
“O IPTU da cidade, bastante elevado em comparação ao de localidades vizinhas, é um fator que contribui efetivamente para afastar famílias de baixa renda. O município de Sarandi (área conurbada, a 10 minutos do centro de Maringá) funciona assim como cidade-dormitório a um custo bem mais acessível, concentrando a classe pobre que trabalha em Maringá.”
Acho que vi uma reportagem sobre isso, fiquei chocada porque os moradores concordavam com a “transferência” dos mendigos. Não guardei o nome da cidade, a reportagem era barra pesada... Daqui de cima enquanto passeio pelo mundo, fica o traçado curvilíneo, os parques verdes da cidade jardim... às vezes talvez seja melhor se poupar dessa realidade, acreditar na cidade do Google...
Maringá não tem favela... Maringá não tem favela... não tem pobre? No Brasil? Não, mas tem muita soja. Soja... e dizem que o urbanista nem precisou ir lá pra projetar...tudo plano e poeira nos narizes... Falaram até que fazia bem pra saúde...
É parece aqui... mas Maringá não tem favela...


leia mais...

Vídeos, etc

Agência de Hollywood quer achar astros do vídeo on-line. A decisão é uma aposta de que os vídeos on-line oferecerão curva de crescimento semelhante a registrada pela TV a cabo, uma geração atrás. O objetivo é recrutar a próxima geração de roteiristas e ajudar os grandes portais da internet, famintos por conteúdo original, a achar e selecionar pessoas criativas(...) apostam também na idéia de que artistas descobertos na rede talvez se satisfaçam por conduzir carreiras que nunca os levem ao setor de mídia tradicional - cinema ou televisão ...
Folha SP - 29/10

Ainda vídeos. Instalação e vídeo reduzem seguro na 27ª Bienal de Artes de SP. A redução chega a ser de 20%, feita sobre o risco a que as obras ficam submetidas. Segundo o presidente da Fundação Bienal (30/12), “a opção da curadoria foi por obras contemporâneas, particularmente as instalações, que têm valor inferior”(de seguro e fácil reprodução. Então, para quem já visitou a mostra, seria a explicação para tantos vídeos e instalações e tão poucas pinturas e desenhos?

TV(04/11). Além do baselight (software que rejuvenesce, o photoshop dos atores), uma emissora vai recriar em cidade cenográfica um trecho da praia de Copacabana, principal cenário de sua próxima ... novela. No cenário serão construídos um hotel, uma calçada igual à da Avenida Atlântica e uma pista da via. O restante da praia(real?!) será inserido na edição.

leia mais...
Feito à mão

leia mais...

Linux x Microsoft

Acordo entre a Microsoft e a Novell para desenvolver formas de interoperabilidade entre o Linux e o Windows?

http://www.novell.com

leia mais...

domingo, novembro 05, 2006

Lançamento


Na era do condomínio residencial, segue uma pequena pesquisa nos classificados sobre as ofertas para o consumo do lazer. Vá lá, escolha o seu: living club, planta inteligente, conjunto aquático, fitness & well care, terraço, churrasqueira, praça, belvedere, salão de festas infantil, clube de futebol ...

churrasqueira, forno de pizza, quadra coberta, espaço adulto, streetball, pista de skate, salão de jogos juvenil, lan house, salão de jogos adulto, playground, piscina adulto, raia, solarium ...

piscina infantil, redário, pista de caminhada, equipamentos de ginástica, pergolado, bancos, gazebo, quadra esportiva, arvorismo, espaço gourmet, espaço teen, academia, recreação infantil, fitness, spa, casa do tarzan, bar ...
quadra, sauna, ateliê, brinquedoteca, salão de jogos, lan house, garage band, sala de cinema ...
beauty care, lounge adulto, child care, fraldário,sala de massagem, redário, hamburgueria, hidroterapia, ofurô & espaço zen ..
tecno house, tenda de massagem, casa de boneca, quadra de squash, ginásio coberto, arquibancada e ... árvores nativas ?!

Construtoras paulistas adaptam apartamentos aos hábitos locais (A Gazeta)
As construtoras de São Paulo invadem o mercado local com apartamentos de luxo e serviços diferenciados. Mas os projetos tiveram que se adaptar aos costumes daqui. Aquele churrasco de sábado, por exemplo, terá que ser na churrasqueira a gás e não a carvão, como manda a tradição sulista. É que o capixaba não gosta de fumaça. Para evitar empreendimentos que não terão aceitação do mercado no Estado, a construtora Rossi Residencial é uma entre as muitas empresas que têm investindo pesado em pesquisa de opinião. "Há um ano e meio estamos estudando Vitória. O mercado do Espírito Santo é parecido com o do Rio, mas tem algumas diferenças e é bem diferente de São Paulo, apesar de serem Estados tão próximos", frisou o gerente de incorporação da Rossi, Rafael Cardoso.A estratégia da Rossi, acrescentou, é levar o que a empresa tem de melhor e adaptar ao costume do capixaba. "Mas antes de levar o melhor, temos que pesquisar muito. Se é assim que o cliente quer, fazemos", assinalou.COZINHA. A cozinha do capixaba também é diferente da do carioca. No Rio de Janeiro, o tamanho padrão é 1,5 metro. Aqui, o cômodo tem que ser mais largo. "Para poder construir uma bancada, que serve de área de convívio. No Rio, a gente já aboliu isso há muito tempo", disse.No quesito lazer, a construtora não precisou fazer mudanças. A empresa trouxe para cá o conceito de condomínio clube, já adotado pela Rossi em outros Estados."Assim podemos atender a todas as faixas etárias, levando diversão para todos. Quando a gente veio aqui, vimos que nas áreas de lazer tinha apenas sala de ginástica, piscina e sauna", enfatizou.Estudo. A Cyrela Brazil Realty ainda não começou a construir no Estado, mas já sabe que terá que se adaptar aos hábitos dos capixaba. A empresa fez duas pesquisas. Uma para saber se a localização agradava. Outra, de produto, para saber se o que a Cyrela estava propondo se adequava ao bolso e gosto do consumidor."Notamos que o estilo de vida do capixaba é parecido com o do carioca. Eles querem área de lazer com qualidade de vida, arquitetura moderna com vidros . Mas os quartos têm que ser maiores do que os do Rio ", salientou Antônio Fernando Guedes, diretor de Novos Negócios da Cyrela.
Veículo: A GazetaData Publicação: 7/11/2006

leia mais...

HQ



leia mais...

sábado, novembro 04, 2006

Vila Velha

Leio com surpresa e uma certa curiosidade que a Prefeitura de Vila Velha/ES www.vilavelha.es.gov.br pretende construir um Centro Olímpico na Ponta da Fruta. Desconheço o projeto e o local exato, mas parece fora do eixo de circulação da área mais adensada da cidade. Alguém já esteve recentemente naquele bairro? Nem a igrejinha que ficava no alto do morro foi preservada. A ocupação do entorno, incluindo a praia, é caótica. Não digo caos enquanto potência criativa ... (estamos longe disso?)
Vamos aguardar.
Leio ainda (Gazeta) que existe uma obra na Praia da Costa com dois pavimentos adicionais, não aprovados, e que projetos aprovados a toque de caixa no final da administração de Jorge Anders serão construídos (Jornal P. Costa).
Vila Velha é realmente uma terra de ninguém, aliás, de poucos... raras exceções. Basta circular pelo litoral para ver que a construção civil deita e rola na cidade, há anos. Sem falar nos loteamentos irregulares e clandestinos que surgiram com a Rodovia do Sol.
A cidade assumiu ser um grande dormitório?
Sei que não é um caso específico, especulação imobiliária não é um privilégio, acontece em cidades diversas, mas o fato é que as mesmas pessoas que elogiam determinada cidade européia visitada (escala, edificações e paisagem) atropelam todas as normas urbanísticas na cidade em que vivem. O que é público é de ninguém ... ou será a ausência de cidadania?
Ok, ok, ... nos demais países também existem problemas ... mas vejam a listagem de prefeitos que já administraram o município, praticamente todos os partidos já passaram por lá, “sozinhos” ou “coligados” então não é somente uma questão político partidária.
Max Mauro 1970 a 1973
Solon Borges 1973 a 1977
Américo Bernardes 1977 a 1982
Gottifrio Anders 1982 a 1983
Vasco Alves 1983 a 1986
Aucélio Sampaio 1986
Carlos Malta de Carvalho 1986 a 1987
Magno Pires 1988
Jorge Anders 1989 a 1992
Vasco Alves 1993 a 1996
Jorge Anders 1997 a 2000
Max Filho 2001 ...
Fonte: PMV
Será uma questão de arrecadação tributária ? ou uma questão de conteúdo ?
Sem fazer juízo de valor (?!), experimentem passear pelos principais pontos turísticos da cidade, para citar somente dois: a Prainha, onde as autoridades estacionam seus automóveis sobre a Praça (e ninguém consegue ver a baía de Vitória) e o Farol de Santa Luzia, onde o cenário foi dominado por um ginásio e por uma igreja (e o mar também sumiu).
Nos últimos anos o que realmente mudou em Vila Velha, além da Orla e de Terra Vermelha, foi a retroárea portuária.
Enquanto isso, o município vizinho discute um empreendimento que obstruirá a visão do Convento da Penha. Grupos e opiniões à parte, o que importa é que o assunto se tornou público, está em discussão e isso é fundamental. Na Vila, diante de tantos empreendimentos, a paisagem é assunto secundário.
Uma das possíveis saídas, para quem se sente incomodado, seria ampliar a representatividade nos conselhos, associações de bairros, Ongs, Oscips e outros fóruns de discussão e de decisão. Parece um caminho óbvio. Dá trabalho? E muito, mas é uma forma de conseguir articular algum diálogo, agendas e pontos em comum para a Cidade. Caso contrário, de que adianta construir tantos imóveis em Vila Velha? A tendência é ficar tudo intransitável ... e aí sobra para todos, mesmo para aqueles que andam de carro, admiram outras cidades e constroem por aqui. Nos horários de pico ninguém consegue se deslocar de forma eficiente. Com ou sem praia, muitos escolherão morar em outra cidade ... mas vamos ser otimistas: imaginem escrever sobre alguns problemas do município de Cariacica/ES ... www.cariacica.es.gov.br alguém se candidata?

leia mais...

Pollock

Tela do norte-americano jackson Pollock (1912-1956) é a mais cara da história.
Segundo o NYT a tela “n0 5, 1948”, de 1,20 x 2,50 m, foi vendida por cerca de US$ 140 milhões no dia 02/11 . O recorde anterior era do austríaco Gustave Klint, seguido do espanhol Pablo Picasso. O comprador é um investidor mexicano. O novo recorde é registrado às vésperas dos tradicionais leilões de arte impressionista, moderna e contemporânea da Christie's e Sotheby's.

Pollock, que faleceu aos 44 anos, ficou conhecido ao descartar os princípios da composição na arte (foi super copiado). Hoje as imagens de suas obras podem ser associadas aos mapas de redes de fluxos informacionais e imagens de satélite de aglomerados urbanos - redes de cidades. (tela n01 e São Paulo). www.jacksonpollock.org


leia mais...

sexta-feira, novembro 03, 2006

Mas como é que faz pra sair da ilha?

Este lugar é uma maravilha
Mas como é que faz pra sair da ilha?
Pela ponte, pela ponte
A ponte não é de concreto, não é de ferro
Não é de cimento
A ponte é até onde vai o meu pensamento
A ponte não é para ir nem pra voltar
A ponte é somente pra atravessar
Caminhar sobre as águas desse momento
A ponte nem tem que sair do lugar
A ponte pra onde quiser ... Lenine


leia mais...

Cidades

Fonte: Folha de SP, 02/02/06
Classes A e B são maioria dos clientes da 25 de Março. Pesquisa aponta que eles são 58% dos freqüentadores da tradicional região de comércio popular do Centro de SP. Levantamento mostra ainda que comprador do local é mais fiel que o de shopping e que busca preços mais baixos. Esses dados fazem parte de uma pesquisa feita por uma empresa privada, contratada pela União de Lojistas da 25 de Março. A idéia era desmistificar e compreender os hábitos de consumo do público local. Os números são impressionantes: sozinha a tal rua fatura cerca de 1R$ 6 bilhões ao ano, sem contar a receita com o atacado. Os 601 (!!!) shoppings brasileiros faturam, juntos, em média, 55 bilhões ao ano.
Mesmo considerando que uma pesquisa é sempre questionável, o estudo vai além ao afirmar que há um “desencantamento” da classe média com os shoppings centers. Na avaliação de um dos consultores, “existe hoje uma mesmice que é fator de estrangulamento dos shoppings”. Por outro lado, o presidente da Associação Brasileira de Lojistas de Shoppings entende que as lojas de rua “não são concorrentes que possam desestabilizar o setor” e que os shoppings oferecem “praticidade, conforto e segurança” . Se o item segurança tem sido frequentemente questionado está ocorrendo uma redescoberta das lojas de rua ?
Outro assunto, no mesmo jornal:
Encontro reúne coletivos de arte para seminário e intervenções.
Reverberações 2006 acontece de 02 a 12/11, propondo diálogo com a cidade. O seminário “Ritmos da urgência” propõe aos interessados e profissionais da cultura um debate "ativo e colaborativo" das questões culturais ...
www.corocoletivo.org/rever2006.htm

leia mais...

quinta-feira, novembro 02, 2006

Memória Visual...

É que me perguntaram porque o Cais do Hidro-avião se chama "Cais do Hidro-avião"...

Essa foto é do Arquivo da Prefeitura Municipal de Vitória através da Pesquisa Memória Visual da Baía de Vitória, sobre coordenação da Prof. Clara Luiza Miranda... realizada a alguns anos atrás (?) ... uma pena que o site não esteje mais no ar...


leia mais...

Tudo o que reflete some

Identidades...
"Tudo o que reflete some. Não vemos o espelho, apenas o que nele se reflete. Se o espelho estiver sujo, veremos a sujeira sobre ele depositada e não veremos tão bem as imagens refletidas. Quanto mais impura e opaca a superfície, mais identidade ela própria ganha. Toda superfície, no entanto, reflete de algum modo a luz, ou não seríamos capazes de enxergá-la. Há algo de espelhado, de invisível portanto, em tudo o que vemos: aquilo que é refletido, a luz que abre os objetos. Se todas as coisas refletissem como espelhos, viveríamos num mundo de relações ininterruptas: tudo remeteria a tudo, como quando pomos um espelho em frente ao outro (mas como seria monótono). A identidade de um objeto depende antes de mais nada de sua opacidade. É ela que o separa dos demais e guarda para si suas propriedades. (...)Quanto mais reflexos, menos propriedades tem um objeto, menos ele se distingue dos demais. A conclusão a que chegamos tem sabor de paradoxo: quanto maior o número de reflexos, mais relações um objeto produz e quanto mais relações, mais semelhante ele se torna.”
Nuno Ramos

leia mais...

Brique da Redenção



leia mais...

quarta-feira, novembro 01, 2006

(des)controladores de vôo

Parecia inevitável. A comissária de bordo disse: "pretendemos realizar um excelente vôo". Como assim "pretendemos"? Seja mais sutil. Houve um acidente...
No mês de outubro estive em Belém e Porto Alegre. Dois extremos geográficos percorridos com auxílio dos controladores de vôo. Em comum: a violência urbana e os grandes contrastes.
Vejo sempre o pior lado? ou busco alguma saída?
Diversidade?! Rios, matas, sol, parques, lixo, bordas, índios, ônibus, favelas, metrô, imigrantes, taxi, negros, intervalos, pedras, casas, prédios, caboclos, frio, bancos, água, chuva, shoppings, feiras, calor, esgoto ... e luz? Camadas de cidades: Vitória, Aimorés,Vila Velha, Paragominas, Linhares, Baixo Guandu, Belém, Porto Alegre, São Paulo, Brasília, Aracruz, Rio de Janeiro, Imperatriz ... Cheguei inteira e agora entendo. Ninguém tinha certeza ..."Brasil precisa de mais 500 controladores de vôo" ?

leia mais...
 

blog@daus.com.br

comentários I enviar imagens

 
 
  • Nuvens1
  • Batuque
  • Nuvens3

    Flávio Martins

  • Boas festas e feliz 2013!
  • Estamos no facebook: DAUS 
  • Outubro, Rio
  • Setembro 2006
  • Outubro 2006
  • Novembro 2006
  • Dezembro 2006
  • Janeiro 2007
  • Fevereiro 2007
  • Março 2007
  • Abril 2007
  • Maio 2007
  • Junho 2007
  • Julho 2007
  • Agosto 2007
  • Setembro 2007
  • Outubro 2007
  • Novembro 2007
  • Dezembro 2007
  • Janeiro 2008
  • Fevereiro 2008
  • Março 2008
  • Abril 2008
  • Maio 2008
  • Junho 2008
  • Julho 2008
  • Agosto 2008
  • Novembro 2008
  • Junho 2009
  • Julho 2009
  • Agosto 2009
  • Setembro 2009
  • Outubro 2009
  • Novembro 2009
  • Dezembro 2009
  • Janeiro 2010
  • Fevereiro 2010
  • Março 2010
  • Maio 2010
  • Junho 2010
  • Julho 2010
  • Novembro 2010
  • Dezembro 2010
  • Janeiro 2011
  • Março 2011
  • Abril 2011
  • Setembro 2011
  • Janeiro 2012
  • Março 2012
  • Abril 2012
  • Maio 2012
  • Junho 2012
  • Julho 2012
  • Agosto 2012
  • Outubro 2012
  • Dezembro 2012
  • Janeiro 2013
  • Setembro 2013
  • Dezembro 2013
  • Abril 2015
  • Julho 2015
  •  

    vitruvius
    rededesignbrasil
    Ibama
    Programa Capixaba Materiais Reaproveitáveis
    Artesanato Capixaba
    Instituto Ideias
    Instituto Marca Ambiental
    Espacoesociedade
    Seminariosmvrd
    Veracidade
    redemoinho
    designfortheworld
    centrodametropole
    sosmataatlantica

    Mare
    Dmadrid
    luciane
    Archestesia
    contradinome
    expurgacao
    clovisaquino
    nelsonkhon
    Bambuzau
    absolutamentenada
    nelmaguimaraes

    ...

    Powered by Blogger